15 outubro 2007

"Estados Maçónicos da América"

O canal Infinito, incluído no conjunto de canais da grelha básica da TV Cabo, em Portugal, emite amanhã, terça-feira, 16 de Outubro, entre as 20 e as 21 horas, com repetição na madrugada seguinte, entre as 0,30 h e a 1,30 horas, um documentário que anuncia com o curioso título de "Estados Maçónicos da América". Este documentário faz parte de um conjunto de quatro, de produção anunciada como própria do canal, com o título genérico de "Sociedades Secretas".

No texto da promoção do documentário, referencia-se que mais de metade dos fundadores dos Estados Unidos eram maçons - o que é rigorosamente verdade. Aliás, parece indubitável que esses ilustres Irmãos de então em muito influenciaram a consagração dos grandes princípios democráticos que é feita na Constituição dos Estados Unidos, tal como a que já tinha tido lugar de destaque na Declaração de Independência daquele País.

Nesse sentido, o texto de promoção do programa é rigorosamente verdadeiro.

Não ficarei, no entanto, até pelo título escolhido, nada admirado se este documentário mais não for do que a acéfala repetição das teorias da conspiração do costume, de que os maçons dominam o Poder, nos Estados Unidos, e executam um paciente trabalho conducente à instauração de uma Nova Ordem Mundial, obviamente sob o seu domínio... E, provavelmente, lá virá a costumada referência aos símbolos maçónicos na nota de dólar americano ou a mil vezes apresentada "prova" da absoluta e secreta influência dos maçons que é constituída pela organização urbanística de Washington... Enfim, o trivial, que se poderá ler, além de milhentos outros locais, aqui.

Se assim for, será pena mas, enfim... os doidinhos das teorias da conspiração também têm direito ao seu tempo de antena... e sempre nos podemos rir um pouco...

Se o documentário, ainda que porventura também apresentando os pontos de vista dos "teóricos da conspiração", também efectuar a crítica desses delírios ou, pelo menos, apresentar também os pontos de vista contrários, então, sim, será um trabalho com algum equilíbrio e merecedor de aplauso.

Em qualquer caso, acho que vale a pena visionar o programa. Eu duvido que possa fazê-lo, mas isso não é razão para aqui não lhe fazer referência. Quem vir o documentário e quiser deixar no A Partir Pedra as suas impressões, o seu juízo, a sua opinião, é bem-vindo para o fazer. A caixa de comentários não existe para outra coisa...

Uma última nota para todos aqueles (e são, com grande alegria nossa, muitos) que acompanham o A Partir Pedra a partir de outros pontos do globo, que não Portugal - mais de metade dos nossos visitantes são do Brasil -: só posso, como é óbvio, divulgar aqui este tipo de informações em relação ao País onde me encontro, pois é em relação a ele que as obtenho. Porém, a prática das cadeias de comunicação internacionais (e, até julgando pela origem de grande parte da sua programação, o Infinito está implantado e emite na América Latina) é a de "rodar" estes documentários pelas várias regiões para onde emitem. É natural, pois, que, se não foi já, este documentário venha, brevemente, a ser emitido em outros pontos do globo. Se assim suceder e se alguém quiser ter o trabalho de me avisar, terei todo o gosto em aqui referenciar a apresentação do programa noutras localizações.

Rui Bandeira

1 comentário:

NuNo_R disse...

BoaS...

Se for um que já deu no mesmo canal há uns largos meses, foi bastante interessante.
Penso inclusivé que o publicitei aqui neste espaço, salvo erro.


abr...prof...