Mostrar mensagens com a etiqueta national geographic. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta national geographic. Mostrar todas as mensagens

09 março 2009

Filme em debate

A Loja Maçônica de Pesquisas Quatuor Coronati Pedro Campos de Miranda, de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil, vai apresentar, no próximo dia 11 de março, quarta-feira, no Templo Nobre da Grande Loja Maçônica de Minas Gerais, sito na Avenida do Brasil, n.º 478, Santa Efigênia, Belo Horizonte, o polémico documentário do National Geographic Freemasons on trial, em versão dobrada em português.

Este documentário foi já transmitido, há dois anos, no canal National Geographic de Portugal, então com o título, bem menos exato, de Dentro da maçonaria e foi objeto de um minidebate entre o JPSetúbal e eu próprio sobre o seu teor (ver National Geographic, National Geographic -2 , National Geographic - 3 e National Geographic - 4).

Após a visualização do filme, haverá lugar a um debate entre os presentes. A avaliar pelo minidebate que ocorreu entre nós aqui no A Partir Pedra, não faltará pano para mangas nem animação nesse debate...

A reunião será reservada apenas a Mestres maçons. Não será uma sessão ritual, mas a admissão é condicionada à comprovação do grau maçónico exigido, através da respetiva palavra de passe.

Rui Bandeira

21 março 2007

NATIONAL GEOGRAPHIC - 3


Eu logo vi que isto não acabava bem…
Meu Caro Rui, és um desmancha consensos !

O Teu ponto de vista é bem levantado, porque o filmezinho realmente é feito por americanos, mas não temos que aturar todos os disparates que os americanos querem fazer, na sua mais do que improvável inocência, ainda que na sua enorme ignorância.
A este nível de gente, então, não acredito nem um bocadinho na inocência de quem fez o filme, por muito que seja com a intenção de ganhar ou garantir audiências.

Eu bem vi as entrevistas que me mandaste, feitas ao “povão” americano pela CNN, e que dão uma ideia trágica da completa ignorância daquela gente:
-Diga um país começado por “U”
– “yuguslavia “... “Utopia”…

- Qual a religião em Israel ?
-… “Israeli”… -“Muslim”…-”Islamic”… -“Católica, provavelmente”…

- Qual a religião dos monges budistas ?
-“aaaa….ahnnnn …...unnn..”

– Quem é Fidel de Castro ?
– “um cantor…”

- Quantos lados tem um trângulo ?
– ahnnn.. quatro ?... … - Uhmmm, … não tem lados… um ? ”…

- Qual a moeda usada no Reino Unido ?
- aa…aannnn….ahnnn…. o que é o reino unido ?... - Eu não sei… … possivelmente dinheiro americano !... -uhmmmm,… a moeda Queen Elisabeth ?

- Kofi Anan é uma bebida, verdadeiro ou falso ?
- Café ( coffee…) é uma bebida… - ahnnn,…isso parece uma firma de advogados…

(http://www.zortal.gr/modules/mylinks/visit.php?cid=8&lid=6175)

E muitas outras, entre as quais aquela da “Al-Qaeda” ser um ramo da Ordem Maçónica… ainda é das menos ofensivas para a inteligência humana.

Como sabes, bem melhor do que eu, nos EUA é tão honroso ser-se maçon que essa qualidade, quando existe, é incluída na apresentação pessoal (cartão ou curriculum).
Ora o que eu concluo do documentário do NG não honra ninguém.
E a pergunta que faço é razoavelmente simples de responder, penso eu, e é a seguinte:

- Se os acontecimentos mostrados não têm a ver com a Maçonaria, então porque carga de água lá foram metidos ?

Não me parece ser demasiadamente exigente querer que um filme com o título “Dentro da Maçonaria” refira o que acontece dentro da Maçonaria !
Não me parece ser demasiadamente exigente querer que um filme com o título “Dentro da Maçonaria” não ande à volta do que está fora da Maçonaria e, mais, se afirma nada ter a ver com ela.

Os realizadores, historiadores, cenógrafos, técnicos e demais profissionais ao serviço da NG são reconhecidamente de grande qualidade e profissionalismo, razão adicional para eu torcer o nariz à apresentação que ali é feita.
Não me cabe na cabeça que aqueles técnicos, exactamente aqueles técnicos, sejam os mais fraquitos que a NG tem, e então, qual Beto do Benfica, desculpa-se porque não têm imaginação para fazer melhor.
Tenho muita dificuldade em comprar estas ideias.
Para mim aquilo está mal feito.
Não chego ao ponto de dizer que é propositado, não estou nada virado para a teoria da conspiração, mas devo exigir mais do controlo de qualidade da NG.
A não ser que afinal a NG não seja tão boa como circula pelo mercado televisivo!

Então, para mim, fico com uma NG com a grande qualidade a que nos habituou com os seus belíssimos documentários sobre a Natureza, sobre História, sobre Ciência…
Fico também com a excelente qualidade dos seus profissionais !


E acabo ficando com um documentário sobre “Dentro da Maçonaria” que é um produto menor (é preciso ter azar…), feito por quem apenas quis encher tempo de antena, feito por quem não sabe nada do que está a contar e como tal, não sabe por onde começar, como continuar e como terminar.
Porque o filmezinho começa, continua e acaba mal ! Desta vez só se aproveitam, mesmo, os intervalos !

E se é só para americano ver, então teremos de pedir contas à NG/Tv Cabo que o incluíram na programação para Portugal !

Só um apontamento relativamente às Tuas conclusões.
É preciso uma “boa vontade” muito, mas mesmo muito, grande, para concluir que fica claro, no documentário da NG, que a morte de João Paulo I tenha sido por causas naturais.

E o Maçon comentador inglês, não foi, ou não poderia ter sido, consultor para evitar os desvios que ali ocorrem, como aquela que Tu apontas bem a propósito, dos tijolos nos bolsos do fulano que apareceu pendurado na ponte ?

Bom, para finalizar por agora, eu não gosto do documentário, fico com a opinião de que está mal feito, foge ao tema que o envolve e não tem nada a ver com o título que o anuncia, é muito pouco cuidado e por isso resulta perigoso.

E como é dia
Para lembrar a poesia…

Para todos um abração,
quer concordem ou não !


JPSetúbal